Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 3 de agosto de 2016

    ‘Cozinha Experimental’ ensina receitas vegetarianas

    O programa é desenvolvido pela Caixa dos Servidores e tem o objetivo de despertar o interesse por uma alimentação saudável, gerando assim, maior qualidade de vida.

    Foto: Ernesto Franco

    O programa de prevenção “Cozinha Experimental” realizou mais uma edição na última terça-feira (02). Com o tema Cozinha Vegetariana, o curso ofereceu aos participantes dicas para quem é vegetariano ou pretende tirar a carne da alimentação. O programa é desenvolvido pela Caixa dos Servidores e tem o objetivo de despertar o interesse por uma alimentação saudável, gerando assim, maior qualidade de vida. A “Cozinha Experimental” acontece duas vezes por mês, no Centro de Prevenção em Saúde da Cassems, que fica na Rua Abrão Júlio Rahe, 97, às 18h30. Para se inscrever, o beneficiário deve ligar no (67) 3382-8584. O valor da inscrição é de R$ 30,00 e o próximo curso acontece no dia 16 de agosto, com o tema Cozinha para Hipertensos.

    O vegetarianismo é uma alimentação baseada no consumo de produtos de origem vegetal, sem a inclusão de carne animal. Os vegetarianos adotam esse regime alimentar por diferentes razões, principalmente por respeito à vida dos animais. São várias as dietas vegetarianas, dependendo dos produtos consumidos: a ovolactovegetariana exclui todos os tipos de carne, mas inclui ovos, leite e laticínios; a lactovegetariana exclui todos os tipos de carne e o ovo, mas consome-se leite e seus derivados; há também a dieta vegetariana radical que exclui todos os produtos de origem animal, ovos, laticínios e mel.

    De acordo com a coordenadora da “Cozinha Experimental”, Melissa Cappi, a grande dúvida para quem quer seguir uma dieta vegetariana é quais são os alimentos que podem substituir a carne.

    “O tema foi escolhido pensando não só nas pessoas que buscam esse estilo de vida, de tirar a carne da alimentação, mas também para quem quer diminuir o consumo excessivo de carne. Normalmente, as pessoas deixam de comer carne, mas não sabem como a substituir. Existem algumas vitaminas e minerais que a gente precisa suprir quando tira a carne da dieta, então, eu dou opções saudáveis e nutritivas para que eles consigam levar esse modo de vida”, explica a nutricionista.

    Melissa explica ainda que a escolha das receitas ensinadas foi baseada na praticidade e na facilidade do preparo e no baixo custo dos produtos.

    “Eu busquei algumas receitas que pudessem oferecer isso de maneira prática, com ingredientes de fácil acesso e de custo baixo. Por exemplo, o estrogonofe é um prato tradicional que todo mundo gosta, então, eu troquei a carne pelo cogumelo. Geralmente, quem opta pelo estrogonofe sempre substitui a carne pela soja, então, a soja já é comum na dieta vegetariana. Mas, eu usei a soja na almôndega que foi enriquecida com linhaça triturada e com aveia. São opções saudáveis e que suprem essas necessidades”, aponta.

    O advogado Emerson Prado, que participou pela primeira vez da “Cozinha Experimental”, foi convidado para conhecer o curso e gostou bastante do quê viu. “Eu sempre tive interesse pela culinária vegetariana e fui convidado para participar, para aprender alguns pratos. Eu gostei muito do curso, porque ele é bem dinâmico, bastante didático e a gente pode fazer todas essas receitas em casa”, pontuou Prado.

    Confira o calendário da “Cozinha Experimental”:

    - 16/08/2016 - Cozinha para hipertenso 

    - 13/09/2016 - Culinária com biomassa de banana verde

    - 27/09/2016 - Massas

    - 04/10/2016 - Cozinha kids

    - 18/10/2016 - Cozinha para diabéticos

    - 08/11/2016 - Risotos

    - 22/11/2016 - Saladas e molhos

    - 06/12/2016 - Lanches e smoothies

    - 13/12/2016 - Ceia de Natal e Ano Novo





    Fonte: ASSECOM

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS