Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    domingo, 31 de julho de 2016

    VELHO CHICO| Tereza acusa Cícero de ter matado Santo

    Tereza está certa de que Cícero acabou com Santo Foto: Renato Rocha Miranda/Rede Globo/Divulgação

    Tereza (Camila Pitanga) vai acusar Cícero (Marcos Palmeira) de ter matado Santo (Domingos Montagner) em "Velho Chico". A empresária vai como uma bala para cima do jagunço já perguntando o que foi que ele fez ao amor de sua vida. Assustado, ele diz não ter feito nada. "Não minta pra mim! O que você fez com ele?! Você jurou que não ia fazer nada a ele!... Você jurou!", diz agoniada.

    Cícero afirma que cumpriu o juramento. "Mentira! Você não passa de um mentiroso, de um jagunço... um capacho!", brada a morena. "Eu juro por Deus, Terê, que num fiz nada... nem sei do que é que ocê tá falâno...", afirma,ofendido.

    Desesperada, Tereza implora para que o amigo de infância lhe diga a verdade. Mas o capataz continua a jurar por Deus que nada fez ao rival. "Não jure por Deus porque quem faz o que você fez não tem direito de tocar no nome de Deus!", dispara. Cícero baixa os olhos, sem saber como reagir às ofensas.

    Nesse momento, Dalva (Mariene de Castro) chega como uma leoa e encara Tereza. "Quem a patroa pensa que é pra falá com Cícero dessa manêra?!?". Tenso, Cícero manda que a empregada vá embora, mas Dalva não arreda o pé.

    A empresária não desiste. "Diga olhando nos meus olhos que você não matou Santo, Cícero! Me diga (...) Coronel mandou você atrás de mim e você fez isso com gosto! Você tá feliz agora? Me diz?", grita a mãe de Miguel (Gabriel Leone). "Não recebi orde nenhuma, nem fui atrás d’ocê! Tive ele nas mão, disse nos olho dele que não ia ficá no caminho d’ocês dois e num fiquei!", afirma o jagunço.

    Tereza acusa Cícero de mentiroso e ele tenta se defender, em vão. A bela quer saber, então, o que ele fez durante a manhã toda. O capataz garante que foi coisa dele, que estava cuidando dos erros do passado."Você é o culpado por isso, você não me engana!", bate o pé.

    Dalva interpela firme, apiedada pela tristeza de Cícero. "Ele pode tê as culpa dele, mais nunca vai sê maió que as de sua famía! Já que corage de fazê ocês num tem, mais tem covardia de mandá!", alfineta a empregada.

    Os ânimos só se acalmam quando Martim (Lee Taylor) chega e se impõe com autoridade, mandando Tereza ir embora com ele. A empresária olha para o irmão e se acalma, baixando os olhos. "A gente faz melhor se procurar Santo do que ficar aqui, discutindo", constata Martim. "

    Tereza, então, avisa Cícero: "Se alguma coisa acontecer com Santo, eu não

    vou te perdoar nunca, Cícero! Tá me ouvindo? Nunca!". Os irmãos se afastam deixando Cícero e Dalva ali. Os dois com olhares ressentidos.




    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS