Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sábado, 23 de julho de 2016

    Relações Exteriores confirma 45 lideranças para a Olimpíada 2016

    Preocupação com a segurança será redobrada. José Serra fala em 'fanatismo e doença mental' para caracterizar ataques.

    O ministro Relações Exteriores, José Serra, chega ao Palácio do Itamaraty, no Rio (Foto: Nicolas Satriano/G1)

    Faltando 13 dias para o começo da Olimpíada, 45 chefes de Estado e de Governo confirmaram que virão ao Rio de Janeiro para acompanhar a Rio 2016, segundo o ministro de Relações Exteriores, José Serra. Ele acompanhou na manhã deste sábado (23) os preparativos para o cerimonial de recepção de lideranças mundiais no Palácio Itamaraty, no Centro do Rio, e reafirmou que a segurança será "apertada" por conta dos recentes ataques terroristas no mundo.

    "A insegurança em relação ao terrorismo é mundial. Estão sendo atingidos países da Europa que não estão organizando nada, nenhum evento. O fenômeno da violência desse Estado Islâmico é uma espécie de doença que está acometendo o mundo e é, realmente, triste, surpreendente, e que precisa ser enfrentada", afirmou o chanceler.

    Serra também disse que "nenhum lugar do mundo está imune" a uma ameaça terrorista e avaliou que alguns países estão mais vulneráveis que outros.

    "A segurança brasileira atuou com rapidez no caso desse grupo que foi detectado. São amadores? É provável que sejam amadores, mas têm que ser presos porque boa parte desse pessoal é amadora mesmo. A violência não exige profissionalismo, exige, nesse caso, fanatismo, doença mental", acrescentou Serra, se referindo ao desmantelamento de um grupo que poderia executar ataques durante as competições.

    Entre os nomes confirmados está o do presidente da França, François Hollande e o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi. Os presidentes da Argentina, Maurício Macri; da Colômbia, Juan Manuel Santos; e do Paraguai, Horacio Cartes, também já estão confirmados.

    Além dos 45 chefes de Governo e de Estado, outros 55 ministros de Esporte de vários países também confirmaram ao governo brasileiro que estarão na cidade para a realização da Olimpíada.

    Recepcionados no Itamaraty, as lideranças mundiai terão à disposição um banquete no próprio palácio nos quatro dias: abertura e encerramento da Olimpíada e Paralimpíada.

    A estimativa do Itamaraty é que sejam recebidas 1.500 pessoas no local. O valor do buffet ainda não está fechado enquanto não encerram os pregões feitos pelo Ministério das Relações Exteriores.



    Do G1 Rio
    Por: Nicolás Satriano

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS