Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 18 de julho de 2016

    PMDB e PT realizam reuniões para definir futuro político na Capital

    Partidos podem ficar sem candidatos próprios no município

    Presidente do PMDB, Junior Mochi, admite que partido pode ficar sem candidato (Foto: Michel Faustino)

    As lideranças estaduais do PMDB e PT vão realizar reuniões nesta segunda-feira (18), para definirem que rumo irão tomar na eleição em Campo Grande. As duas legendas que já travaram duelos na Capital, podem inclusive ficar sem candidatos próprios, apoiando outras legendas nas alianças municipais.

    A partir das 14h, a direção do PMDB se reúne na sua sede estadual, em Campo Grande, onde vão definir se continuam o projeto de candidatura própria, mesmo após a desistência do ex-governador André Puccinelli (PMDB), ou se optam por apoiar um candidato de um partido aliado. Neste contexto estão em pauta o apoio ao PSDB, PTB ou até PSD.

    O presidente estadual, o deputado Junior Mochi (PMDB), não descarta até lançar a chapa de vereadores, sem apoiar nenhum candidato na Capital. O deputado Márcio Fernandes (PMDB) diz que as conversas continuam, mas que quadro segue indefinido. "Vamos ver se resolvemos hoje, mas não duvido se esta decisão ficar mais para frente", ponderou.
    Presidente estadual do PT, Antônio Carlos Biffi, vai se reunir com deputados a tarde (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

    Já o PT fará uma reunião com deputados estaduais e federais, junto a direção estadual do partido, a partir das 15h, no gabinete do deputado Amarildo Cruz (PT). A pauta principal é a formação da frente de esquerda. "É um ponto importante, que seria juntar partidos que tem uma linha política parecida, em uma chapa programática para cidade, além de definir o candidato", disse o anfitrião do encontro.

    O presidente estadual, Antônio Carlos Biffi, lembrou que o partido já lançou um pré-candidato, o vereador Marcos Alex (PT) e que para formar esta frente de esquerda, precisa da adesão das demais legendas. "O PDT ainda não confirmou, inclusive faz parte da gestão do atual prefeito (Alcides Bernal) e o PC do B também tem tratativas neste sentido",alertou.

    Condição 

    O deputado federal, Dagoberto Nogueira (PDT), admitiu que só será pré-candidato a prefeito em Campo Grande, caso seja firmado esta parceria com os partidos de esquerda. "Estamos em contato com as legendas, se der certo vamos seguir este projeto político, caso não ocorra o acerto, então devo reavaliar esta condição".

    O pedetista espera fechar esta questão nesta semana, para agendar a convenção e até um evento de divulgação da pré-candidatura. "Eu pedi a direção nacional para esperar este cenário, até para marcar um encontro com a presença do Carlos Lupi (presidente nacional) e do Ciro Gomes (ex-governador)".



    Fonte: campograndenews
    Por: Leonardo Rocha
    Link original: http://www.campograndenews.com.br/politica/pmdb-e-pt-realizam-reunioes-para-definir-futuro-politico-na-capital

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS