Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    domingo, 10 de julho de 2016

    Lideranças do PMDB admitem que André deve recusar candidatura

    Anúncio deve ser feito nesta segunda-feira (11), no diretório estadual do PMDB

    André deve divulgar amanhã (11) que não vai disputar a prefeitura de Campo Grande (Foto: Fernando Antunes - Arquivo)

    Lideranças do PMDB já admitem que o ex-governador André Puccinelli (PMDB) deve anunciar na segunda-feira (11), a partir das 14h, que não disputará a Prefeitura de Campo Grande em outubro próximo. A reunião deve ocorrer no diretório estadual do partido.

    A tendência é que os peemedebistas optem por apoio a outra legenda na eleição municipal em Campo Grande. O senador Waldemir Moka, por exemplo, disse neste domingo (10) que tem conversado com o ex-governador nos últimos tempos e que, "internamente", ele já vinha dizendo que não disputaria o pleito.

    "Na verdade houve uma insistência do partido, que gostaria de contar com ele na eleição, mas nunca admitiu que iria disputar, amanhã deve apenas oficializar esta decisão", analisa o parlamentar.

    Moka avalia que restará à executiva estadual definir o futuro do PMDB, mas que, na sua opinião, mesmo sem Puccinelli, seria importante ter candidatura própria. "Acredito que precisamos disputar a eleição, até para ajudar nossa chapa de vereadores, mas vai prevalecer a decisão da executiva (estadual)".

    O deputado federal Carlos Marun também admitiu que, em todas as conversas com Puccinelli, "não viu ânimo" do ex-governador em fazer parte da disputa. "A família tem posição contrária, por isso fica difícil, acredito que ele irá recusar a candidatura".

    Para o deputado estadual Marcio Fernandes, que era o pré-candidato do PMDB a prefeito, o "sentimento" é que André não será candidato. "Amanhã (11) ele vai se pronunciar, para explicar sua decisão a todos, vamos aguardar", disse, também neste domingo.

    O presidente regional, o deputado estadual Junior Mochi, já relatou que havia "muita resistência" da família sobre candidatura de Puccinelli e que por isso ele pediu mais tempo para pensar, pois no dia 30 de junho, sua resposta era não.

    Mochi admite que a legenda deve seguir conversa para apoio ao PSDB, da vice-governadora, Rose Modesto (PSDB) ou até o PTB, do ex-prefeito Nelsinho Trad. 

    André Puccinelli foi procurado pela equipe do Campo Grande News neste domingo, mas não atendeu as nossas ligações.



    Fonte: campograndenews
    Por: Leonardo Rocha
    Link original: http://www.campograndenews.com.br/politica/liderancas-do-pmdb-admitem-que-andre-deve-recusar-candidatura


    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS