Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    domingo, 24 de julho de 2016

    FÓRMULA 1| Hamilton vence GP da Hungria, passa Rosberg e lidera temporada pela 1ª vez

    Largando em 2º, inglês desbanca parceiro de Mercedes na largada e abre 6 pontos de vantagem. Ricciardo fecha pódio. Nasr e Massa ficam em 17º e 18º, respectivamente

    Lewis Hamilton vence GP da Hungria e ultrapassa Nico Rosberg no campeonato (Foto: EFE)

    Logo na largada do GP da Hungria, Lewis Hamilton deu o bote no pole position Nico Rosberg, tomou a ponta e rumou para vencer a prova, válida pela 11ª etapa da temporada 2016 da Fórmula 1. Assista aos melhores momentos no vídeo acima. A manobra simbolizou muito mais que o triunfo, o quinto dele nas últimas seis corridas. O inglês passou o companheiro de Mercedes não só na pista como também na tabela do Mundial de Pilotos. Depois de ver o alemão abrir 43 pontos durante o ano, o tricampeão chegou ao Circuito de Hungaroring um ponto atrás do rival, segundo colocado na prova, e sai seis à frente. O placar agora é 192 a 186 a favor de Lewis, que assumiu a liderança do campeonato pela primeira vez em 2016. Confira a classificação completa. Nico Rosberg terá a chance de dar o troco já na semana que vem, no GP da Alemanha, última corrida da F1 antes das férias de agosto. Veja o calendário.

    Enquanto a briga pela vitória em Budapeste ficou restrita aos pilotos da Mercedes, a luta pelo pódio teve um duelo RBR x Ferrari. Daniel Ricciardo conteve a aproximação do ex-companheiro Sebastian Vettel nas voltas finais e garantiu o terceiro lugar. Já a disputa pela quinta colocação entre Max Verstappen e Kimi Raikkonen saiu faísca. Melhor para o prodígio holandês, que segurou o "Homem de Gelo". O finlandês, no entanto, pode sair satisfeito com uma boa corrida de recuperação, após ter largado em 14º. Fernando Alonso (McLaren), Carlos Sainz (STR), Valtteri Bottas (Williams) e Nico Hulkenberg (Force India) completaram a zona de pontuação. 
    Lewis Hamilton ultrapassou Nico Rosberg logo na largada do GP da Hungria (Foto: Getty Images)

    Já os representantes brasileiros não têm motivos para ficarem felizes. Felipe Nasr foi o melhor deles. Com a limitada Sauber, o jovem brasiliense foi o 17º, após largar em 16º. Já Felipe Massa, depois da batida no treino classificatório, partiu em 18º e terminou na mesma posição. O veterano da Williams chegou a tentar uma estratégia de apenas um pit stop, mas não conseguiu se aproximar do top 10 e ainda precisou fazer uma segunda parada no fim. 
    Resultado GP da Hungria (Foto: .)

    A Corrida

    Largada: Em segundo no grid, Hamilton tracionou melhor e tomou a ponta do pole Rosberg. A dupla da Mercedes, no entanto, quase foi surpreendida por Ricciardo. Por fora, o australiano da RBR chegou a tomar a posição de Nico na curva 1, mas levou o troco na seguinte. Largando em 16º, Nasr ganhou duas posições, enquanto Massa, que partiu em 18º, caiu duas colocações.

    4/70 - Imprimindo um bom ritmo, Hamilton abriu quase 1s5 de Rosberg nas primeiras voltas. Enquanto isso, Ricciardo, Verstappen e Vettel buscavam não perder contato com as Mercedes.

    5/70 - Com problemas de pressão hidráulica, Jenson Button ficou lento. A McLaren pediu para o piloto não passar marchas e depois falou para ele não abandonar. Por causa das regras que limitam a comunicação pelo rádio, a conversa foi investigada pela direção de prova, que aplicou um drive-through (passagem direta pelos boxes) por causa disso.

    10/70 - Após dez voltas, Hamilton seguia na ponta, com 2s5 de vantagem para Rosberg, que mantinha distância parecida para Ricciardo. Verstappen, Vettel e Alonso apareciam a seguir. Nasr era o 14º, e Massa, o 17º.

    15/70 - Dos ponteiros, Vettel, o quinto colocado, foi o primeiro a parar nos boxes. O alemão trocou os supermacios pelos macios e retornou em oitavo, logo à frente do parceiro Raikkonen.

    16/70 - Terceiro colocado, Ricciardo fez sua primeira parada na volta seguinte. O australiano também colocou os compostos macios e retornou em sexto, atrás de Bottas e à frente de Vettel.

    17/70 - A volta 17 marcou as paradas de Hamilton, Verstappen e Bottas. O britânico da Mercedes retornou em segundo, e o holandês da RBR voltou em sexto, atrás de Raikkonen, com quem protagonizou bela briga. Bottas caiu para 13º. Todos colocaram pneus macios. Rosberg assumiu a liderança provisoriamente.

    18/70 - Rosberg fez seu pit stop na volta seguinte e não conseguiu ganhar a posição de Hamilton, que reassumiu a liderança. O alemão, ao menos, reduziu a desvantagem para o companheiro de Mercedes de 2s5 para 1s8.

    19/70 - Após a primeira rodada de pit stops, a única mudança entre os líderes ficou por conta de Verstappen, que perdeu posições para Vettel e Raikkonen. O finlandês largara com pneus macios, ainda não havia ido aos boxes e tentava rumar para uma estratégia de uma parada apenas. 

    20/70 - Já tendo feito uma parada, Nasr aparecia em 19º. Massa, que buscava uma tática de um pit stop somente, não havia parado ainda e se encontrava em 13º.

    21/70 - Rosberg voltou dos boxes mais veloz que Hamilton. Em poucas voltas, o alemão reduziu a diferença para menos de 1s, o que passou a lhe dar direito de usar a asa móvel na reta.

    26/70 - Em 13º, Felipe Massa fez sua primeira parada, trocou os pneus macios pelos médios e retornou em 20º.

    28/70 - Daniil Kvyat, 18º, foi pego por excesso de velocidade nos boxes. O russo da STR foi punido com 5s, que poderiam ser acrescidos no próximo pit stop. 

    30/70 - Raikkonen, enfim, fez sua parada, trocando os compostos supermacios pelos macios. O finlandês retornou em sétimo, mas logo ultrapassou Fernando Alonso e assumiu a sexta colocação.

    34/70 - Hamilton se livrou mais rapidamente dos retardatários que Rosberg e aumentou sua vantagem para 2s5. Pelo rádio, porém, o britânico foi informado pela equipe que Ricciardo vinha se aproximando de seu companheiro e que, caso isso continuasse, eles chamariam primeiro o alemão para o segundo pit stop, para não correr risco dele perder a posição para o australiano. O inglês questionou a ordem.

    35/70 - A RBR decidiu antecipar a segunda parada de Ricciardo, terceiro colocado, para que o australiano não pegasse o mesmo tráfego que Hamilton e Rosberg. A intenção era tentar ganhar a posição do alemão da Mercedes quando este fizesse seu pit stop. Ricciardo retornou em quarto, atrás de Vettel.

    39/70 - Foi a vez de Verstappen fazer seu segundo pit stop. O holandês voltou em sexto, distante do quinto colocado Raikkonen.

    41/70 - A Mercedes desistiu de chamar Rosberg antes de Hamilton para os boxes. O britânico colocou outro jogo de compostos macios e retornou em segundo. Nico assumiu a liderança provisória. Vettel também fez seu pit stop nesta volta e caiu para quinto.

    42/70 - Rosberg fez sua segunda parada na volta seguinte e conseguiu retornar à frente de Ricciardo, frustrando os planos da RBR. Hamilton reassumiu a liderança, agora com 4s de vantagem para o companheiro.

    48/70 - Depois de ver a desvantagem para Hamilton crescer para quase 5s, Rosberg passou a imprimir um ritmo forte e reduziu a diferença para 2s em poucas voltas.

    52/70 - Foi então que Hamilton perdeu muito tempo atrás do retardatário Gutiérrez e viu Rosberg crescer em seus retrovisores. O alemão aproveitou para colar de vez no inglês. O mexicano da Haas foi penalizado pela direção de prova por ignorar bandeiras azuis.

    54/70 - Ciente da aproximação de Rosberg, Hamilton ligou o sinal de alerta, pisou fundo e aumentou sua vantagem na ponta para 2s5.

    57/70 - A grande disputa da prova passou a ser então pelo quinto lugar entre Verstappen e Raikkonen. O finlandês tentou dar o bote, mas levou uma fechada de porta e acabou tocando levemente com a asa dianteira no carro da RBR, quebrando um pedaço da peça. “Ele foi para a esquerda e depois voltou para a direita quando eu já tinha colocado o carro”, reclamou.

    63/70 - A sete voltas do fim, Hamilton errou, deu uma escapa de pista e viu Rosberg voltar a colar. A diferença entre os dois caiu novamente para menos de um segundo. O inglês precisou apertar o ritmo de novo para aumentar a vantagem para acima da casa de 1s.

    67/70 - Felipe Massa fez mais uma parada nos boxes, trocou os pneus médios pelos supermacios e caiu para 20º.

    68/70 - Raikkonen tentou dar um novo bote em Verstappen, mas o holandês deixou apenas o lado de fora para o finlandês, que freou tarde e quase saiu da pista. 

    69/70 - Outra disputa surgiu nas voltas finais. Quarto colocado, Vettel se aproximou de vez de Ricciardo e passou a concorrer por um lugar no pódio. Button recolheu na volta final e abandonou.

    Última volta - Hamilton administrou a vantagem para Rosberg e recebeu a bandeira quadriculada em primeiro. Ricciardo não deixou Vettel tentar o bote e garantiu um lugar no pódio. Verstappen conteve a pressão de Kimi e assegurou o 5º lugar. Nasr cruzou em 17º, à frente de Massa, o 18º.



    Fonte: G1/GE
    Por: GloboEsporte.com - Budapeste, Hungria


    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS