Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 14 de julho de 2016

    Felipe Orro encerra semestre com mais de 100 proposições em plenário

    deputado estadual Felipe Orro (PSDB) - Divulgação/ALMS

    O primeiro semestre de 2016 foi de atividade parlamentar intensa para o deputado estadual Felipe Orro (PSDB). Ele apresentou 118 proposições em plenário entre os meses de fevereiro e julho, uma média de duas por sessão. Foram cinco projetos de lei, três emendas constitucionais, 32 moções diversas (pesar, congratulações, aplausos) e 78 indicações, que consistem no instrumento utilizado pelos deputados para requerer o atendimento de demandas encaminhadas por prefeitos, vereadores e lideranças do interior.

    A última sessão do semestre aconteceu nesta quinta-feira (14), quando os deputados apreciaram mais de uma dezena de projetos e limparam a pauta. A Casa entra em recesso e só retoma as atividades em plenário em agosto, mas o atendimento continua normal tanto nos gabinetes quanto nas repartições internas.

    Projetos

    Entre os projetos de lei apresentados por Felipe Orro neste primeiro semestre de 2016 destaca-se o que insere na grade curricular da rede pública e privada de ensino médio do Estado de Mato Grosso do Sul noções de Direito Constitucional e Ambiental. O deputado explica que o objetivo é possibilitar aos estudantes o acesso a conhecimentos fundamentais que favoreçam a compreensão da realidade, dos direitos e garantias individuais, dos deveres do Estado e da participação social em uma democracia. 

    Também teve boa repercussão o projeto que visa garantir a durabilidade dos recibos emitidos pelos estabelecimentos comerciais e bancários em geral pelo tempo mínimo de cinco anos, prazo em que esses documentos precisam ser guardados para comprovar o pagamento. O projeto prevê que os estabelecimentos comerciais e bancários garantam a qualidade da impressão, quer seja por meio do papel adequado ou da máquina impressora. "Em muitos casos a gente vê que a impressão desbota e fica ilegível em pouco tempo", argumentou.

    Outra importante iniciativa de Felipe Orro é o projeto que reserva 20% das vagas nas empresas da área de vigilância, segurança e transporte de valores para profissionais do sexo feminino, contratadas por órgãos públicos. A medida tem o respaldo do sindicato da categoria, que vê com preocupação a dificuldade de contratação de mulheres vigilantes.

    Indicações

    As indicações formam o maior volume de trabalho parlamentar de Felipe Orro. Foram 78 pedidos encaminhados aos órgãos estaduais, a prefeituras, empresas públicas e privadas, sempre buscando o atendimento de demandas como patrolamento e pavimentação de rodovias, pavimentação de ruas urbanas, reformas em escolas e postos de saúde, melhorias em sinal de telefonia e internet, entre outros.

    "Além de fazer a indicação, também em muitos casos marcamos audiência e acompanhamos o prefeito, o vereador, a diretora da escola em reunião com o secretário competente para agilizar o atendimento. Isso tem dado bom resultado", explica Felipe Orro. 

    Viagens

    Fora do Parlamento, o trabalho de Felipe Orro se estende ao interior do Estado em visitas a diversas cidades. Nessas viagens o parlamentar se reúne com autoridades e lideranças locais, entrega emendas, debate soluções para os problemas e levanta demandas para serem encaminhadas na Capital. 

    "Temos viagens quase todas as semanas. Procuro permanecer em Campo Grande de terça a quinta-feira, porque temos sessão na Assembleia, e nos fins de semana fazemos nossas viagens para atender o interior. O trabalho é constante, não para", afirma.



    Fonte: ASSECOM

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS