Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 15 de julho de 2016

    Em depoimento, ex de Luiza Brunet diz ter sofrido várias agressões

    Divulgação

    O empresário Lírio Albino Parisotto, 62, afirmou na tarde de hoje, em depoimento ao Ministério Público de São Paulo, que sofreu diversas agressões de sua ex-companheira, a atriz Luíza Brunet, 54, que o acusa formalmente de tê-la agredido.

    Lírio prestou depoimento por volta das 14h (horário de Brasília), no Fórum Criminal da Barra Funda, na capital. Acompanhado de seu advogado, Celso Vilardi, ele foi ouvido por cerca de uma hora. Segundo o advogado, seu cliente "declarou que nunca agrediu" Luiza. "Ele é que foi agredido por ela", disse.

    A reportagem procurou a assessoria de imprensa da atriz, que não respondeu até o início da noite desta quinta-feira.

    Vilardi afirma que foram diversos episódios de agressão, conhecidos por amigos em comum do casal e por familiares do empresário. "Na próxima semana, nós vamos juntar uma farta documentação. São fotografias das lesões, testemunhas e provas documentais de mensagens trocadas."

    Uma dessas provas, de acordo com o advogado, é uma mensagem da atriz em que ela afirma precisar de ajuda médica por causa de seu "descontrole emocional".

    Parisotto já havia afirmado no início deste mês, em redes sociais, ter sido agredido pela atriz no ano passado, num barco. Ele disse que precisou ir ao hospital para receber dez pontos devido a um ferimento. "Dez testemunhas assistiram à violência da LB [Luiza Brunet]", escreveu. Parisotto ainda chamou a atriz de "muito agressiva" e de "criatura hipócrita".

    Discorda

    Em nota, ela afirmou repudiar as declarações do ex, as quais classificou como "levianas". Segundo a atriz, o empresário distorceu os fatos para "apresentar como culpada quem sempre foi vítima".

    No final do mês passado, Luiza disse ter sofrido agressão do ex-marido e divulgou uma fotografia em que aparece com o olho roxo. Segundo ela, o caso ocorreu no final de maio deste ano, em Nova York, no apartamento em que estavam. Parisotto, de acordo com a denúncia, agrediu-a com um soco no olho e com chutes, além de tê-la derrubado no sofá e a imobilizado, quebrando-lhe quatro costelas. Ele nega.

    Fotos da Agressão

    A atriz apresentou queixa ao Ministério Público e entregou mais de 20 fotos das lesões. A Justiça decretou medidas de proteção. Ele está proibido de se aproximar dela e de manter contato.

    Questionado por que o empresário não denunciou a atriz depois das agressões, o advogado de Lírio respondeu que "ele não era obrigado". Perguntado se não teria sido mais prudente ter denunciado, Vilardi afirmou: "Talvez, é um conceito subjetivo. O fato é que ele não o fez. E o fato de não ter feito e de não ter sido prudente não invalida o fato que, no final, aconteceu".

    O advogado não quis comentar a foto da atriz com o olho roxo. "Nós não temos condições de falar a respeito dessas fotos, porque isso vai ser verificado. O que importa não é a questão dela, o que a gente tem a dizer sobre ela, porque isso não é uma coisa que nos cabe no momento. O que nos cabe, no momento, é que ele diz que não praticou nenhum golpe contra ela. Ele simplesmente foi agredido e a conteve."




    Por FOLHAPRESS

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS