Secretaria de Obras institui estudos de viabilidades para construção e exploração da rodovia MS-040 ~

26 de mai de 2011

Secretaria de Obras institui estudos de viabilidades para construção e exploração da rodovia MS-040



Com a MS-040  a distância entre Campo Grande e São Paulo será reduzida em 130 km.
 
Campo Grande (MS) – A Secretaria de Estado de Obras Públicas e de Transportes (Seop) instituiu hoje (26), através da resolução número 003, publicada hoje no Diário Oficial, o procedimento de Manifestação de interesse (PMI) para selecionar estudos preliminares de viabilidade, objetivando à iniciativa privada da construção  e posterior exploração da rodovia estadual MS-040.

A construção da rodovia MS-040 possibilitará a incorporação ao processo econômico-produtivo, diretamente, de uma área superior a 1,5 milhões de hectares improdutivos por falta de acesso, vizinha ao maior mercado consumidor do Pais.

De acordo com a resolução, a MS-040 dará oportunidade à verticalização da produção da pecuária de corte e a recuperação e o manejo de 300 mil hectares de pastagens existentes; produção de mais 6mil toneladas de carne bovina/ano, além da exploração de mais de 60 mil há de florestas de eucalipto: a implantação de usinas de álcool e a geração de mais 3 mil empregos diretos.

Ainda possibilitará a diversificação das atividades produtivas na região, com melhorias dos processos de produção e expansão da atividade leiteira e hortigranjeira na área de influências de Campo Grande beneficiando, diretamente, pequenos produtores.

Fonte: www.noticias.ms.gov.br - por Vânia Alves
 
Leia abaixo matéria publica pelo site www.midiamax.com.br em 15/05/2008

MS-040 encurta em 130 km distância entre Capital e São Paulo


A Comissão de Infra-Estrutura do Senado aprovou ontem o projeto relatado pelo senador Delcídio do Amaral (PT) que entrega à administração do governo federal a rodovia MS-040. O projeto, de autoria do deputado federal Vander Loubet (PT), segue agora para votação em Plenário e, posteriormente, para sanção do presidente da República.

“Nos dedicamos com empenho à aprovação dessa matéria porque o projeto prevê investimentos de R$ 280 milhões para asfaltar os 340 quilômetros da estrada, que vai ser uma nova alternativa de ligação entre Mato Grosso do Sul e São Paulo, passando por uma região carente de rodovias asfaltadas, desde Campo Grande até o município de Brasilândia, passando por Ribas do Rio Pardo e Santa Rita do Pardo", disse o senador.

Pela MS 040 a distância entre Campo Grande e a divisa com São Paulo se reduz em 130 quilômetros. A ligação com São Paulo será pela ponte que liga Brasilândia a Paulicéia, cujas obras estão sendo retomadas com recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal.
O asfaltamento da MS-040 também vai aliviar o fluxo de veículos que hoje utilizam a BR 267, via Bataguassu, e a BR 262, por Três Lagoas, para chegar a São Paulo. Além disso, valoriza e impulsiona o desenvolvimento econômico de 1,5 milhão de hectares de terras produtivas que não têm vias pavimentadas para escoamento.

"Com a federalização da MS-040, estaremos criando um pólo fundamental para o desenvolvimento econômico de Mato Grosso do Sul. Essa nova rodovia vai permitir incorporar e recuperar três mil hectares em manejo de pastagem, vai viabilizar uma produção estimada em seis mil toneladas de carne bovina/ano, incorporar 60 mil hectares de eucaliptos para a produção de papel em Três Lagoas, além de atender à implantação de usinas de álcool com investimentos de R$ 200 milhões/ano, com a expectativa de gerar cerca de três mil novos empregos", afirmou o senador.
 



PARTICIPE! COMENTE COM O FACEBOOK:



AddThis